CONTRA O ABATE ILEGAL DOS ANIMAIS DO CANIL DE OLHÃO
Category: Animal Rights
Region:
Portugal
Target: LOAAA


canilolhaoCryforhelp3dogs_3
CRY FOR HELP

The CONTRA O ABATE ILEGAL DOS ANIMAIS DO CANIL DE OLHÃO
petition to LOAAA was written by
Marta Correia

www.gopetition.com/online/15036.html <== PETITION

Shelter kills many animals (150) in OLHAO - Algarve - Portugal

Scroll down for English example letter and addresses to write to


Opening hours 11.30 - 13.00 hrs visit them and give a dog a home PLEASE

How to find the shelter:
Leaving Olhao direction Faro, on the roundabout turn left towards the sea. Directly after passing over the railroad on the viaduct turn left. Make a 180 turn, pass under the viaduct and turn immediately left and park your car near the entrance of the Olhao sanitation department.
Ask the guard for permission to visit the shelter at the bottom of the road twice left behind the garages. Best time of visit is at noon.


Background (Preamble):
( A situação encontra-se em Tribunal, ainda não há despacho de acusação, o Veterinário Acusado, foi compulsivamente afastado da Ordem dos Médicos Veterinários e está Reformado.)

Mas o Canil continua na mesma...

E a LOAAA sem instalações!

Maio de 2009

Caros amigos;

A LOAAA, associaçao de carácter benemérito, sem finalidade lucrativa, constituída em 22.06.1987, com declaração de instituição com utilidade pública reconhecida por despacho publicado no Diário da República, vem denunciar a situação que está a ocorrer em Olhão, altamente violadora dos direitos dos animais e da própria dignidade e sensibilidade humana.

A LOAAA tem como objecto e objectivo inscrito nos seus estatutos, a promoção de acções e actividades de defesa dos direitos dos animais, em especial dos abandonados, com vista à consciencialização da população olhanense e das entidades oficiais no sentido da protecçao dos animais, da salvaguarda da imagem e da saúde pública de Olhão e da dignificação e humanização do tratamento dos animais.

A Câmara Municipal de Olhão, no âmbito dessa colaboração, acedeu na disponibilização de um espaço, em zona camarária para que aí se edificasse canil da Associação. Foi cedido o espaço e lá funcionou desde 1987. Ou seja, é um Canil da Liga e não um Canil da Câmara!
Sempre foi a Liga, com as ajudas das quotas dos seus sócios, que pagaram a alimentação, campanhas de adopção, serviços de saúde e não a Câmara Municipal de Olhão.

Sucede, que nos inicios de Setembro de 2007, o funcionário camarário, Fernando Florival Pedada, chefe de Cantoneiros, proibiu a Presidente da Liga, bem como as colaboradoras, de entrarem nas instalações, alegando que tinha ordens do Presidente da Câmara, o Eng. Francisco Leal, para tal.

Acrescentou que tinha agora como missão "dizimar tudo quanto fosse cães e gatos que ali houvesse, para limpar o local e acabar de vez com o canil".

Já se sabia que aqueles terrenos iriam ser alvo de reestruturação, para a instalação de um Hotel e condomínio de luxo.

Foi pedida uma audiência com o Presidente da Câmara, ao qual este respondeu que brevemente se iria realizar.

O certo é que até hoje essa audiência não se realizou.

Na altura existiam no local cerca de 200 cães e um número incerto de gatos.

Na primeira semana de Outubro de 2007, preocupadas com a saúde e bem-estar dos animais, a Presidente da Liga mais algumas colaboradoras tentaram novamente ter acesso ao canil, acesso que mais uma vez foi negado e que em conversa acessa com Fernando Pedada, este disse inclusivie que não devolvia a carrinha pertencente à Liga " pois o iria utilizar para recolher os animais da rua, levá-los para o canil para os matar, e que a população ainda lhe iria agradecer".

Tal veículo foi recuperado sob intimação policial.

No dia 20 de Outubro, pela noite, uma pessoa que trabalha nas instalações mas que prefere o anonimato, por medo de represálias, comunicou à Presidente da Liga que só nessa noite tinham acabado de ser mortos 50 a 60 cães.

Esta situação, que aquele funcionário descreveu como uma MATANÇA, foi levada a cabo pelo funcionário Fernando Pedada e pelo veterinário Jorge Bomba.

Entre os animais abatidos, encontrava-se uma cadela grávida e prestes a parir, e a restante maioria era de cães saudáveis.

Os animais abatidos nessa noite, foram transportados por um camião da Câmara e despejados do aterro sanitário de S. João da Venda.

A justificação que apresentaram é que os animais estavam todos doentes, o que é facto confirmado que não o estavam, e o veterinário Jorge Bomba ainda referiu que como sendo abandonados, não podiam permanecer mais de 15 dias no Canil.

Os animais não eram abandonados, eram propriedade da LOAAA, que nalguns casos, já cuidava deles há vários anos.

A LOAAA claramente manifestou, de forma inequivoca, que não consentia no abate dos seus animais.

Desde então, continuam a morrer animais indiscriminadamente, e de forma cruel. Fernando Pedada, usa uma arma para andar aos tiros com os animais, sem ter qualquer competência para o fazer, Jorge Bomba, ignora todos os príncipios de ética contra a violação da legislação que protege os animais, e mais grave abusa da profissão que abraçou, Eng. Francisco Leal, está a ser conivente com tudo isto e depois desmente e boicota reportagens sobre os factos descritos, e ainda lá está mais um " bondoso" para a "limpeza da cidade de Olhão", chamado Alberto Almeida.

Com as preditas atitudes, que ofendem a dignidade de todas as pessoas de bem e dão da instituição que as comete uma ideia de um primário barbarismo, parece estar a regredir-se nos patamares civilizacionais.

Interrogamo-nos todos como pode isto acontecer num municipio da Europa!

Está a ser violada claramente a Declaração Universal dos Direitos dos Animais, e a sensibilidade de todas as pessoas de bem.

Parece-nos também flagrantemente violada a arte medico-veterinária por ofensa flagrante à dignidade animal, ao impor um veterinário numa morte desnecessária a um grande número de animais.

Estamos a tratar de seres vivos que necessitam de assistência permanente e de serem resguardados de uma morte certa.

Ajudem-nos nesta demanda!

Se quiserem manifestar o vosso desagrado ou repúdio por esta situação
o email da Câmara de Olhão é geral@cm-olhao.pt

os signatários, por tudo o que já foi exposto, estamos dispostos a defender as leis que protegem os animais e condenar nacionalmente e internacionalmente, os perpétuadores deste massacre hediondo!

Não resta dúvidas que quem responderá mais por isto, será o Autarca responsável e todo o Concelho terá repercussões negativas a todos os níveis ( comércio, turismo, desenvolvimento, investimentos...)

Por isso, ainda temos a humildade, de vos pedir que não continuem a levar a cabo esta barbaridade, que se abram inquéritos e sejam chamados os bárbaros, á Justiça!!

Petition:
Face a tantos pedidos, aqui deixo o contacto da Presidente da LOAAA, D. Natália Viegas: 289 714 219
Em relação à comuniçação social, digo-vos que só eu falei com todas as estações televisivas, mas nenhuma se mostrou interessada.
Obrigada por tudo!
Marta Gomes Correia

Importante referir que o caso está entregue a Justiça dos Homens....

SIGN PETITION


The CONTRA O ABATE ILEGAL DOS ANIMAIS DO CANIL DE OLHÃO petition to LOAAA was written by Marta Correia

- - - - - - - - - - - - - - -

Latest 10 November 07 :

Portugal

2007-11-10 - 00:00:00

Olhão: Queixas-crime da Liga dos Amigos dos Animais
Funcionários do canil denunciados


Carlos Almeida
Dirigentes da Liga denunciam o abate de 'cerca de centena e meia de cães do canil municipal numa noite'
Dirigentes da Liga denunciam o abate de 'cerca de centena e meia de cães do canil municipal numa noite'
O Ministério Público (MP) de Olhão está a investigar a morte de 150 cães que estavam à guarda do canil municipal. O processo foi desencadeado após uma queixa-crime apresentada pela Liga dos Amigos dos Animais Abandonados (LOAAA) contra três funcionários da Câmara Municipal de Olhão.

Alberto Almeida, responsável do canil, Jorge Pombo, veterinário municipal, e Fernando Pedada (Valdinho), funcionário municipal, já foram notificados pelo MP.

Natália Viegas, presidente da LOAAA, justifica a queixa-crime por “ter havido um abate indiscriminado de cães, cerca de 150, nos dois últimos meses”. A dirigente garante que “só numa noite, foi abatida cerca de meia centena”, incluindo uma “cadela grávida e prestes a parir” e quer ver esclarecida a utilização irregular “de uma pistola anestesiante”. Acusações noticiadas pelo CM há 15 dias.

Natália Viegas estranha a “passividade” do presidente da autarquia, que lhe “proibiu a entrada nas instalações”, e garante que o canil foi construído, num terreno vendido para essa finalidade, “graças aos esforços da Liga”.

Jorge Pombo diz-se “satisfeito” com a investigação “ pois vai provar quem fala verdade”. O veterinário garante que os abates são “a bem da Saúde Pública”. Refira-se que Jorge Pombo foi já alvo de vandalismo, quando estranhos conspurcaram com fezes e estrume as janelas e portas das instalações camarárias que utiliza.

CÂMARA DESMENTE MATANÇA

Francisco Leal, presidente da Câmara de Olhão, garantiu ao CM, que “não houve, não há, nem haverá, qualquer matança indiscriminada de animais no canil municipal”. O autarca reitera que “só são abatidos animais por ordem do veterinário municipal”. Quanto à reunião reclamada pelos dirigentes da Liga, Francisco Leal afirma que “vai ser marcada, quando for oportuna”, recusando a acusação de ter proibido os dirigentes da Liga de entrarem no canil.

“Qualquer pessoa pode visitar o canil, diariamente, das 11h30 às 13h00”, esclarece o edil de Olhão, que quer ver apurada a identidade dos responsáveis pela conspurcação das instalações da edilidade utilizadas pelo veterinário.
Teixeira Marques

NOTE AAP : correction name veterinario Jorge Bomba

* . * . *


From 
http://www.correiomanha.pt 23 October 07



COMMENT
Portugal

2007-10-23 - 00:00:00

OLhão : Liga dos amigos dos animais abandonados denuncia
Abatem cães sem dó

A direcção da Liga Olhanense dos Amigos dos Animais Abandonados (LOAAA) está a mobilizar os seus 600 associados para uma manifestação, em protesto contra o abate, “indiscriminado, em grande número e sem dó”, de dezenas de cães no canil municipal de Olhão.

unknown

Dirigentes da Liga afirmam haver cães saudáveis entre os abatidosunknown

A Câmara Municipal de Olhão garante “estar apenas a cumprir a lei, a bem da saúde pública”. Mas a afirmação é rebatida por Natália Viegas, presidente da LOAAA. “No último mês foi abatida mais de uma centena de animais”, denuncia, garantindo terem sido mortos, entre outros, “uma cadela grávida e vários cães saudáveis”.

O abate, sexta-feira, de cerca de meia centena de cães, “transportados para o aterro de São João da Venda numa carrinha da Câmara”, denuncia a dirigente, foi a gota de água que agudizou os protestos.


“Este canil foi construído, em 1987, graças aos esforços da nossa associação e sempre tem funcionado bem, em colaboração com a Câmara, apesar das instalações algo degradadas mas, ultimamente, após a admissão do funcionário camarário Fernando Florival (Valdinho) tudo se complicou”, acusa a vice-presidente Paula Águas.


Aquela dirigente da LOAAA denuncia vários casos ocorridos com este funcionário, que, diz, “nem devem ser do conhecimento do executivo camarário e do presidente”.


“Anda, à noite, com uma pistola anestesiante, que só devia ser utilizada por um veterinário, tendo, inclusivamente, atingido um cão numa perna”, denuncia Paula Águas, contrariada por “estar impedida, tal como os outros dirigentes da Liga, de entrar no canil, apesar de ter um cartão vitalício fornecido pela Câmara”.


Estas restrições impedem a Liga de continuar a fornecer alimentos para animais a pessoas carenciadas. “Como há uma firma que nos cede algumas latas de comida, em excesso, distribuíamos essas sobras por essas pessoas, o que estamos agora impedidas de fazer”, dizem as dirigentes da Liga.


Fernando Florival disse ao CM, que “apenas cumpre ordens do veterinário”, recusando as acusações e referindo que “os abates de animais têm sido em número muito inferior ao denunciado pela Liga”. 


CÂMARA E VETERINÁRIO DE ACORDO


Francisco Leal, presidente da Câmara de Olhão, garantiu ao CM, que “só foram abatidos animais do canil municipal por ordem do veterinário” e que as dirigentes da Liga “estão a criar confusão, pelo que dei ordens para as impedir de entrar no canil”.


Versão confirmada por Jorge Bomba, veterinário municipal, que esclarece “ser obrigatório, por lei, a bem da saúde pública, abater animais abandonados há mais de 15 dias”, dizendo que, no último mês, “foram abatidos cerca de meia centena nessas condições”.
Teixeira Marques


* . * . *

President Olhão- Francisco josé Fernandes Leal
fleal.presidente@cm-olhao.pt                                 
  
geral@cm-olhao.pt

juntafreg.olhao@mail.telepac.pt
 
juntafreg.olhao@mail.telepac.pt
jf-fuseta@mail.pt
Example letter::
Dear madam/sir,
I have come to learn about the atrocities taking place in your council in the shelter of the animal association of LOAAA, where local authorities have denied the president of LOAAA access to the shelter to take care of her dogs, of which some 60 already have been shot under authority of Fernando Pedada and the municipal vet Mr. Jorge Bomba after they were brought to the municipal garbage dump. It has also come to my attention that these dogs were perfectly healthy and one bitch even was pregnant.
This is a blatant violation of the universal Declaration of the rights of Animals, a violation of Portuguese law and a violation of the profession of veterinary medicine by Mr. Jorge Bomba who conspired in this act and I find it incomprehensible that a country belonging to the European Union should feel such an absence of human morality and dignity.
I will inform prospective tourists in my country of these barbaric acts taking place in Portugal - Olhão until I have received notice that you are in the process of implement the laws of your country, Europe and the Universal Declaration of Animal Rights, and have granted the president of the LOAAA access to the shelter and the animals which are rightfully hers.

Name
City
country
email address